ASSENTAMENTOS PRECÁRIOS NO BRASIL: DISCUTINDO CONCEITOS

Adauto Lúcio Cardoso

Resumo


As cidades brasileiras mostram de forma eloqüente as desigualdades e as precárias condições de vida da população pobre. Os mecanismos formais de acesso à terra e à moradia, seja pela via do mercado, seja pela via das políticas públicas, sempre foram insuficientes, atendendo apenas parte das necessidades reais e através de soluções habitacionais de baixa qualidade e com um escasso grau de integração à infra-estrutura e aos equipamentos urbanos. Ao mesmo tempo, a maior parte da população de baixa renda só viabilizou o acesso á habitação através de processos de ocupação de terras ociosas e de autoconstrução da moradia, gerando assentamentos insalubres, freqüentemente ocupando áreas de risco e com a sua segurança física comprometida pela ausência de técnicas e de materiais adequados para a construção.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25247/2447-861X.2008.n230.p25%20-%2039

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Cadernos do CEAS: Revista Crítica de Humanidades
CEAS | UCSal | UNICAP
PPG em Políticas Sociais e Cidadania
Av. Cardeal da Silva, 205 – Federação.
CEP. 40231-902, Salvador, Bahia, Brasil.
E-mail: cadernosdoceas@gmail.com
ISSN (online): 2447-861X 

 

INDEXAÇÃO/DIVULGAÇÃO

Bases de Dados/Diretórios

  |  | 

 

Portais

 |   |

 

Filiação/Suporte Técnico/Identificador

 |  | 

 

Plataforma

 

Redes Sociais