ELEMENTOS PARA ENTENDER A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO

Altair Sales Barbosa

Resumo


Os afluentes da margem esquerda são os principais responsáveis pela perenização do rio São Francisco, pela sua oxigenação e, em última instância, pelo seu nascedouro e existência. A água armazenada neste grande espaço geográfico abrange da Serra da Canastra, ao sul, até a Chapada das Mangubeiras, ao norte, e se limita a oeste pelo Espigão Mestre, que separa Goiás e Tocantins de Minas Gerais e Bahia. Nos Chapadões formados a leste do Espigão Mestre existem grandes depósitos de arenito que constituem a formação geológica denominada Urucuia, de idade cretácea, formada entre 140 e 65 milhões de anos. A formação Urucuia repousa sobre a Formação Bambuí, calcário de idade pré-cambriana e paleozóica inicial, com idade média de 1 bilhão de anos. Essas duas formações geológicas armazenam a água que forma dois grandes aqüíferos, respectivamente denominados Bambuí e Urucuia, responsáveis pelas águas que fazem jorrar a nascente do São Francisco e de todos os seus afluentes da margem esquerda, agrupados em dois grandes conjuntos em função de secções geomorfológicas. O primeiro se situa da Serra da Canastra (MG) à Serra da Capivara, na fronteira entre Minas Gerais e Bahia; o segundo, desta Serra até os contrafortes da Chapada das Mangabeiras, na fronteira entre Bahia, Tocantins, Piauí e Maranhão. Entre os rios do primeiro conjunto se destacam o Abaeté, o Paracatu, o Urucuia, e o Pardo. A partir da Serra da Capivara, um aglomerado de capilares aquosos forma importantes rios como o Carianha, que deságua diretamente no São Francisco, além de uma série de outros importantes cursos d’água, como os rios Pratudão, Pratudinho, Arrojado, Correntina, do Meio, Guará etc., os quais se juntam nas proximidades de Santa Maria da Vitória (BA), dando origem ao rio Corrente, que, por sua vez, deságua no São Francisco, na altura de Bom Jesus da Lapa (BA). Mais ao norte, outro grande conjunto de inúmeros capilares aquosos vêm desde o Jalapão (TO) e se juntam num imenso volume de águas, dando origem ao rio Grande, que deságua no São Francisco na cidade de Barreiras (BA). Todos esses rios são perenes durante o ano inteiro mas, até cerca de trinta anos atrás, seu volume era no mínimo cinco vezes maior que o atual. A partir da década de 1970, as áreas dos chapadões onde se situam as nascentes e os cursos médios desses rios vêm sofrendo uma grande transformação, com a retirada da cobertura vegetal natural para a plantação de grãos e outras plantas exóticas. Este fato tem impedido a realimentação normal dos aqüíferos, contribuindo para o desaparecimento de inúmeros afluentes menores e a diminuição drástica do volume dos cursos maiores. Em outras palavras, o sistema de capilaridade aquosa está sendo drasticamente afetado. Já a maior parte dos afluentes da margem direita do rio São Francisco é formada por rios temporários ou sazonários, que costumam desaparecer na estação seca. Este fenômeno é mais freqüente no norte de Minas Gerais e na Bahia. Contudo, o rio mais importante pela sua margem esquerda não é temporário e se localiza próximo a sua nascente. Trata-se do rio das Velhas, que carrega para o São Francisco todo o esgoto de Belo Horizonte (MG). Por isso é que afirmamos que os afluentes da margem esquerda são responsáveis não só pela perenização do São Francisco como também pela sua oxigenação. Para entender o que poderá acontecer ao São Francisco com a Transposição, que de certo modo altera seu frágil estado de equilíbrio, e de seus afluentes, é importante entender a importância do Cerrado para a manutenção deste equilíbrio, bem como seus principais processos ocupacionais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25247/2447-861X.2007.n227.p71%20-%2079

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Cadernos do CEAS: Revista Crítica de Humanidades
CEAS | UCSal | UNICAP
PPG em Políticas Sociais e Cidadania
Av. Cardeal da Silva, 205 – Federação.
CEP. 40231-902, Salvador, Bahia, Brasil.
E-mail: cadernosdoceas@gmail.com
ISSN (online): 2447-861X 

 

INDEXAÇÃO/DIVULGAÇÃO

Bases de Dados/Diretórios

  |  | 

 

Portais

 |   |

 

Filiação/Suporte Técnico/Identificador

 |  | 

 

Plataforma

 

Redes Sociais