UM BREVE OLHAR SOBRE O FÓRUM SOCIAL MUNDIAL 2006

José Maurício Daltro Bittencourt

Resumo


O Fórum Social Mundial (FSM) realmente é um mundo; aliás, mundos! São tantos os temas, objetivos, oficinas, debates, lutas particulares, lutas gerais, movimentos, partidos, sindicatos, mulheres, negros, índios, brancos, jovens, idosos, portadores de necessidades especiais, campesinos, urbanos, músicas, gritos, sorrisos, choros, faixas, panfletos, línguas, culturas, sons, cheiros (ufa!)... que pensar em apenas “outro mundo possível” seria reduzir tal diversidade a um ponto, talvez um outro mundo, um eixo. E o sentimento percebido no VIº Fórum Social Mundial e IIº Fórum Social das Américas, realizado na cidade de Caracas (Venezuela), de certa forma surpreendente, é que as pessoas realmente acreditam na mudança, na transformação social, na possibilidade de articular estes diversos objetivos e lutas particulares, contra aquele determinado ponto unificador das lutas (o eixo); que aqui ganha as cores de luta antiimperialista e/ou contra o neoliberalismo global. Surgem então algumas questões a serem pensadas: de quem são as vozes e olhares presentes no Fórum? Os múltiplos objetivos do FSM estão sendo cumpridos? É necessário existir um eixo unificador das lutas; qual seria?

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25247/2447-861X.2006.n221.p49%20-%2059

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Cadernos do CEAS: Revista Crítica de Humanidades
CEAS | UCSal | UNICAP
PPG em Políticas Sociais e Cidadania
Av. Cardeal da Silva, 205 – Federação.
CEP. 40231-902, Salvador, Bahia, Brasil.
E-mail: cadernosdoceas@gmail.com
ISSN (online): 2447-861X 

 

INDEXAÇÃO/DIVULGAÇÃO

Bases de Dados/Diretórios

  |  | 

 

Portais

 |   |

 

Filiação/Suporte Técnico/Identificador

 |  | 

 

Plataforma

 

Redes Sociais