Rio São Francisco: verdades e mentiras sobre a transposição (entrevista)

Carlos Medina Medrano

Resumo


Já faz tempo que o assunto da transposição do Velho Chico, longe de esvaziar, vai para enchente. Questões polêmicas não faltam: estariam já as águas do rio São Francisco comprometidas na geração de energia, sobrando muito pouco para fins humanitários e/ou de irrigação? Cadê a almejada administração federal de um recurso que, por sua escassez, seria mais valioso que o petróleo, e que, de não se resolver, implicaria o caos inevitável? Esse foi o pano de fundo da entrevista que realizamos com Carlos MedinaMedrano (Nonone), peruano radicado em Recife (PE), engenheiro agrícola especialista em Planejamento Rural, Irrigação e Drenagem e com experiência de 25 anos em reabilitação de terras costeiras e manejo de recursos nos Andes peruanos.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25247/2447-861X.2005.n219.p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Cadernos do CEAS: Revista Crítica de Humanidades
CEAS | UCSal | UNICAP
PPG em Políticas Sociais e Cidadania
Av. Cardeal da Silva, 205 – Federação.
CEP. 40231-902, Salvador, Bahia, Brasil.
E-mail: cadernosdoceas@gmail.com
ISSN (online): 2447-861X 

 

INDEXAÇÃO/DIVULGAÇÃO

Bases de Dados/Diretórios

  |  | 

 

Portais

 |   |

 

Filiação/Suporte Técnico/Identificador

 |  | 

 

Plataforma

 

Redes Sociais