A SITUAÇÃO DO NEGRO NO FUTEBOL BRASILEIRO: TRABALHO, DESIGUALDADE E VULNERABILIDADE SOCIAL

Francisco Xavier Freire Rodrigues

Resumo


As interpretações sobre a temática da desigualdade no pensamento sociológico geralmente tomam por base duas grandes correntes interpretativas distintas: (1) Teoria Crítica – enfatiza a desigualdade entre os grupos sociais (classes). Defende que as desigualdades se configuram como socialmente relevantes a partir dos conflitos de classes e relações de dominação. As análises orientadas por essa teoria privilegiam alguns temas clássicos como: poder, exploração, dominação, divisão de classe, propriedade privada. Dá-se uma dimensão ética ao tema da desigualdade. (2) Teorias referentes às diferenças hierárquicas multidimensionais que têm origens em situações não determinísticas. Preocupação com a constatação, classificação e compreensão das estruturas e situações nas quais se manifestam as desigualdades. Ênfase na divisão profissional, integração, estratificação funcional, identidade, cultura, valores, tradição, subjetividade e outros aspectos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25247/2447-861X.2008.n231.p46%20-%2056

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Cadernos do CEAS: Revista Crítica de Humanidades
CEAS | UCSal | UNICAP
PPG em Políticas Sociais e Cidadania
Av. Cardeal da Silva, 205 – Federação.
CEP. 40231-902, Salvador, Bahia, Brasil.
E-mail: cadernosdoceas@gmail.com
ISSN (online): 2447-861X 

 

INDEXAÇÃO/DIVULGAÇÃO

Bases de Dados/Diretórios

  |  | 

 

Portais

 |   |

 

Filiação/Suporte Técnico/Identificador

 |  | 

 

Plataforma

 

Redes Sociais