Os Cadernos do CEAS buscam discutir criticamente temas diversos, que se relacionam com questões sociais, sempre na perspectiva de analisar a realidade brasileira em sua inserção internacional, apontando as iniciativas das classes trabalhadoras como caminho para a superação das situações de opressão e dos seus traços mais perversos, com o resgate da gigantesca desigualdade social que torna o Brasil um caso único e extremo entre os países industrializados.

A qualificação da Revista será acompanhada do propósito de ir ao encontro de novos leitores e acolher em suas páginas indistintas gerações de intelectuais (novos e consagrados). Enfim, reafirma-se, aqui, a linha editorial comprometida com leituras críticas da realidade e aberta à discussão das novas temáticas colocadas pela dinâmica social, assegurando aos Cadernos o espaço e respeito com os quais sempre contou. Acesse as diretrizes para autores e demais políticas para submeter seu trabalho.

Notícias

 

Chamada Temática de Artigos para as edições de 2020

 

Onda conservadora e crise do modelo socioambiental vigente: a Teologia e a centralidade do pensamento crítico

Número 249, jan./abr. 2019 | Número 250, mai./ago. 2019 | 251, set./dez. 2019

 

As religiões voltaram no centro da política. Da atual ascensão mundial da direita e da extrema-direita até as chances de desconstrução dessa hegemonia conservadora passam por elas. Basta ver a centralidade das confissões pentecostais e neopentecostais no projeto político em curso no Brasil. Não é por outra razão que o papado de Francisco está no centro das questões sociais, políticas e ambientais e mesmo econômica atuais, seja para quem deseja reforçar a atual supremacia conservadora, seja aos que desejam solapá-la. Nesse sentido, as ciências humanas, incluso o campo teológico-filosófico reatualizam sua importância política. Não só os cientistas sociais, mas também líderes religiosos, teólogos e crentes de todos os estratos sociais se mobilizam em vários âmbitos. Desde a base -- onde a teologia progressista, a teologia do povo, a teologia da libertação são temas que voltam a ser conversados --, às altas esferas, onde até a destituição do Papa é conspirada, envolvendo nomes como Steve Banon e Donald Trump. Nesse contexto, a crise do capital, imbricada a crise e as políticas ambientais ecocidas põem em cheque a sobrevivência dos nossos biomas  e da maior floresta tropical do planeta, justo, quando a Agencia Brasileira de Inteligência monitora os organizadores do Sínodo da Amazônia sob inspiração direta da encíclica mais contundente do Papa Francisco, Laudato Si.

Assim, os Cadernos do Ceas concita a todos - cientistas sociais, teólogos, filósofos, militantes críticos -, a contribuir com reflexões sobre esse leque de temas, que por sua relevância no complexo momento vivido no Brasil, na América Latina e no mundo, orientará as edições da nossa revista durante todo o ano de 2020.

 
Publicado: 2019-10-11
 
Outras notícias...

n. 246 (2019): Dossiê Saúde Mental


Capa da revista